Escrito por Sexta, 25 Novembro 2016 Publicado em Notícias

VEJA AQUI O CLIPE COM CHICO BUARQUE E DONGA  

No dia 27 de novembro de 1916 um funcionário da “Bibliotheca Nacional” batia um carimbo que marcaria a história da música. Era o registro de “Pelo Thelephone – um Samba Carnavalesco” que completa neste domingo 100 anos. Foi o primeiro registro formal onde aparece a palavra “samba”. A partitura, sem letra, ganhou o número 3.295 e a assinatura de Ernesto dos Santos, o Donga. O documento amarelado faz parte do acervo da Divisão de Música e Arquivo Sonoro da Biblioteca Nacional. A responsável pelo setor Elizete Higino, diz que no início do século passado não era tão comum registrar músicas.

Segundo o historiador Ricardo Cravo Albin, “Pelo Thelephone” surgiu em uma reunião informal casa de Tia Ciata, lugar frequentado por João da Baiana, Pixinguinha, Caninha e outros. Desde seu lançamento, vários reivindicaram a autoria, já que era comum em rodas de samba os participantes improvisarem versos e melodias. A partitura manuscrita para piano de “Pelo Thelefone” que foi registrado na Biblioteca Nacional é atribuído a Pixinguinha, mas a chefe da Divisão de Música da Elizete Higino diz que, no papel, apenas aparece o nome do compositor Ernesto dos Santos, o Donga.

O doutor em musicologia, Carlos Sandroni, diz que a música Pelo Thelefone foi um marco não somente por ser pioneiro, mas pelo sucesso que a música se tornou no carnaval de 1917. O estudioso de música popular diz que o termo samba é muito mais amplo que a vertente carioca.

A palavra samba vem da expressão africana semba, usada para designar dança de roda, popular em todo o Brasil. Em 2005 o ritmo musical samba foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.

Por Nanna Pôssa - EBC

Escrito por Terça, 22 Novembro 2016 Publicado em Notícias

Especialista ensina a realizar em casa o processo de transformação do lixo orgânico em adubo

A compostagem é o processo de reaproveitamento da matéria orgânica encontrada no lixo, na intenção de transformá-la em uma fonte de nutrientes que quando misturada a terra funciona como fertilizante. A técnica muito utilizada em grande escala na agricultura também pode ser reproduzida domesticamente e aplicada em plantas, hortas e jardins.

Para Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores, maior floricultura e Garden Center do Sul do país, o processo de compostar é um grande aliado no cuidado com o meio ambiente, pois colabora com a redução dos resíduos orgânicos produzidos em residências. “A compostagem permite que restos de alimentos e outros tipos de sobras orgânicas sejam reaproveitadas contribuindo com a diminuição do volume de compostos descartados em lixões. Além de evitar a utilização de fertilizantes sintéticos”, explica Bruno. O especialista ainda alerta que é preciso ter cuidado com os resíduos utilizados. “Nem todos os restos orgânicos podem ser utilizado na compostagem. Lixo comum, restos de carne, laticínios e óleos não são indicados. Já restos de verduras e legumes, cascas de frutas, borras de café, cascas de ovos e serragem são ideais”, detalha.

Passo a passo para montagem da composteira caseira

Escrito por Terça, 22 Novembro 2016 Publicado em Notícias

"E se você pudesse transformar uma vida com palavras?”. A primeira frase do vídeo lançado na segunda-feira, dia 07 de novembro, pelo Colégio Erasto Gaertner, de Curitiba (PR), já nos dá uma ideia do que esperar de seu conteúdo: reflexão e profundidade.

Ao longo de cinco minutos o filme mergulha em histórias de pessoas que tiveram a sorte de encontrar em seus caminhos alguém com quem aprender, ensinar e compartilhar. São relações de amizade que cresceram na simplicidade da rotina, na presença em momentos difíceis e nos ensinamentos mais espontâneos - aqueles que não necessariamente são dados com palavras, mas sobretudo com ações. Se todo esse carinho nasce no silêncio, a proposta do curta é fazer com que as pessoas falem às outras o quanto elas são gratas. Palavras de homenagem, de lembrança e de agradecimento que, vez ou outra, precisam ser ditas para selar a importância de uma relação de companheirismo.

 

Escrito por Terça, 01 Novembro 2016 Publicado em Entrevistas

Leia entrevista com o professor Magnus Galeno, concedida ao repórter J. Guedes, publicada no Jornal A Praça no dia 15 de outubro de 2016.

A Praça – Qual a missão do professor?

Magnus - A missão básica do professor sempre foi educar. Claro que o sentido de educar é amplo. Cabe ao professor a educação do exemplo, amizade, respeito às leis e principalmente aos conteúdos de sua disciplina. Educar no sentido de formação mais ampla (religião, visão de vida e formação moral) cabe essencialmente aos pais ou familiares responsáveis. O educador não pode e nem deve tomar para si a função da família ou outros grupos. Isso acarretará danos na formação do aluno e uma carga extra para o professor. Esse papel de formar caráter é função familiar e com apoio genérico da escola.

A Praça – O professor é valorizado?

Magnus - O professor não é valorizado como deveria. Assim como outras profissões no nosso contexto de Brasil. Nossa formação educacional sempre foi deixada de lado pelos colonizadores. Chegamos a ter uma lacuna de 50 anos de educação com a expulsão dos jesuítas (1758-1808) que realizavam a tarefa para a metrópole. Depois ainda sofremos com uma educação positivista voltada somente para as classes e profissões consideradas dignas. Não é de se esperar que a própria população valorize a educação. Não valorizando como devia, tira das politicas públicas a urgência e a centralidade de valorizar a educação e o educador.

Escrito por Terça, 01 Novembro 2016 Publicado em Redação

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2016 provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. A redação do Enem 2016 é uma das provas mais importantes do exame, e pode definir se o candidato terá uma boa nota final nas provas.

A prova de redação é aplicada para que o candidato desenvolva um texto de caráter discursivo e argumentativo, no qual serão apresentados vários textos base para o aluno, que deve falar sobre o assunto definido pelo Enem 2016, e presente nos textos base, com isso o candidato deve escrever um texto de no máximo trinta linhas, que discuta e opine sobre o tema proposto pela redação do Enem 2016, e que tenha introdução, desenvolvimento e conclusão, além de proposta de intervenção que respeite os direitos humanos.

Confira 20 possíveis temas da redação do Enem 2016, e fique preparado caso tenha um desses temas a ser discutido.

20 Possíveis Temas da Redação do Enem 2016

Calendário

« Junho 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Sobre o Autor

  • José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do…

Parceiros